Quanto cobra um advogado para fazer Divórcio Amigável

Atualizado: Set 23



Quanto um advogado cobra para fazer um divórcio amigável

Esse é um conteúdo sincero para que você, de fato, saiba quanto e como cobra um advogado para fazer um Divórcio Amigável.

Para comprar um produto ou contratar um serviço, muitos critérios são levados em consideração e o preço é um deles, sem dúvida.

Não saber o valor dos serviços ou dos produtos nos deixa inseguros e acabamos deixando passar aquele produto ou serviço que nos ajudariam a chegar no nosso objetivo. Esse conteúdo vai sanar todas suas dúvidas em relação a isso!

Para te explicar direitinho como e quanto um advogado cobra para fazer um divórcio consensual, preparei esse sumário navegável para você:


Tabela da OAB traz uma noção geral de valores

O estilo do escritório pode influenciar no valor

Honorários baseado em tempo para fazer o serviço x por porcentagem sobre o patrimônio do cliente

Formas de pagamento aceitas




Tabela da OAB traz uma noção geral de valores

Você já deve ter ouvido falar sobre a OAB, né?

A OAB é a Ordem de Advogados do Brasil e tem como função regular o trabalho dos advogados que atuam no país.

Umas das suas funções é elaborar tabelas atualizadas de honorários para que os advogados a sigam como uma referência.

Cada estado possui uma tabela diferente e com valores diferentes, pois a pesquisa para se chegar aos valores de referência é feita com base na população de cada estado.

Importante que você saiba que essa tabela não é uma regra, não é um valor fixo, mas sim uma referência de valores.

Inclusive, ela é utilizada para fundamentar uma infração ética cometida pelo advogado, que é cobrar preço muito abaixo do que os outros advogados pelo mesmo serviço.

Como a tabela da OAB é usada como referência de valores, os preços dos serviços do advogado podem variar um pouco para mais ou para menos, dependendo dos outros critérios que vou comentar nos outros tópicos.

Para ter acesso a essa tabela, você pode digitar no Google a seguinte frase: “tabela de honorários OAB/(estado que você deseja saber)”.

Com certeza, o site onde você pode conferir essa tabela será um dos primeiros links que aparecerão para você na pesquisa.

Quando eu ainda não era advogada eu entrei na Tabela da OAB do Paraná para ver qual era a média de preço que os advogados podiam cobrar. Para alguns serviços, achei o preço “ok”, para outros, achei barato, e para alguns eu achei caro.

Se você for ver a Tabela da OAB e achar que um preço está acima do que você esperava (assim como aconteceu comigo), não se assuste, porque aquilo pode não ser o que o advogado que você escolheu cobrará.

Existirão valores de honorários mais altos sim, mas porque o problema exige ou porque o escritório tem um estilo que para ser mantido tem de cobrar mais.

Então não se baseie apenas na tabela da OAB, porque existem outros fatores que influenciam no preço do serviço, que pode variar para mais ou para menos. Um desses fatores é o estilo do escritório.



O estilo do escritório pode influenciar no valor

Eu vou te explicar o que quero dizer com estilo do escritório com uma situação que tenho certeza que você já passou:

Alguém te convidou para comemorar uma data especial em um restaurante x, que você nunca foi.

Você pesquisa no Google ou no Instagram e vê como o restaurante é e escolhe a roupa, a maquiagem e o sapato de acordo com o que você acha mais adequado para aquele local.

Se o local te parece mais chique, você também faz uma reflexão importante: “esse restaurante deve ser caro”. Dito isso, ou você vai tentar encontrar o cardápio para ver quanto é cada prato ou vai na fé e na coragem rs.

Você já mede se você irá gastar mais ou menos de acordo com o estilo do restaurante.

Os escritórios de advocacia também têm estilos diferentes e é claro que o preço também varia, porque envolve mais do que o serviço advocatício em si.

Entra na contabilidade o cafezinho que você toma, a estrutura do escritório, os computadores que são utilizados, dentre outros…

Eu não posso falar sobre isso, sem mencionar o nosso escritório de advocacia.

O nosso estilo é ser 100% digital e oferecer um serviço totalmente online. Nós acreditamos que essa é a melhor forma de resolver situações burocráticas, porque poupa tempo e dinheiro dos clientes.

Portanto, não temos uma estrutura física, mas sim uma estrutura digital, como esse site, por exemplo. E é claro que isso impacta no valor dos nossos serviços.

Importante destacar que a estrutura de escritório não está relacionada à competência dos advogados que prestarão os serviços!

E, sinceramente, para além do estilo do escritório, eu acredito que você deve avaliar se ele sana as tuas necessidades.

Talvez você precise estar ali presencialmente com um advogado, mas talvez você seja a pessoa que prefere resolver tudo pelo celular ou computador, porque não tem tempo para se deslocar ou porque apenas gosta de fazer as coisas dessa forma.

O bom é que existem escritórios e soluções jurídicas para todos os perfis de pessoas!





Honorários baseado em tempo para fazer o serviço x por porcentagem sobre o patrimônio do cliente

No primeiro tópico eu falei sobre a Tabela de honorários da OAB, que traz uma noção geral sobre quanto os advogados podem cobrar pelos serviços.

Mas, na prática, a precificação dos serviços jurídicos é feita de forma individual por cada escritório ou por cada advogado (caso trabalhe sozinho). Existem diversos critérios utilizados para se chegar a um valor final.

Aqui, vou te contar as duas formas para formar o preço de um serviço jurídico: por tempo trabalhado e por porcentagem sobre o patrimônio do cliente.

A conta para se chegar até um determinado valor é até uma dificuldade que muitos advogados enfrentam no início de suas carreiras, porque ninguém ensina isso na faculdade…

Aqui no escritório, o nosso maior foco é o cliente e como o valor do nosso serviço influencia diretamente os nossos clientes, nós realizamos um curso específico sobre precificação, a fim de cobrar honorários justos e condizentes com os serviços que ofertamos.

A nossa forma de precificar os serviços é por tempo trabalhado na demanda. Em outros posts aqui do Blog, nós já falamos que nós preferimos trabalhar dessa forma, porque achamos mais adequado aos valores do escritório.

Acreditamos que o tempo é o bem mais precioso, então é ele que será levado em consideração na hora de realizar um orçamento. Nós já temos uma média de tempo que dura cada demanda e é com base nessa média que é feito o cálculo.

Por isso que dizemos sempre enfatizamos que um divórcio consensual será mais barato que um divórcio litigioso, afinal, levará menos tempo para ser concluído.

Outra forma comum de cobrar honorários é por porcentagem sobre o patrimônio do cliente.

Quando o casal possui bens para partilhar, é comum que advogados estipulem seus preços de acordo com uma porcentagem sobre o patrimônio. Em média, essa porcentagem varia entre 10% a 20% sobre o patrimônio.

Essa última forma de precificação é aceita pela OAB e a própria tabela de honorários indica como uma das formas de precificar os serviços.

É importante que você saiba que se o valor dos honorários serão calculados de acordo com uma porcentagem sobre o patrimônio do casal, quanto maior for o valor dos bens, maiores serão os honorários.



Formas de pagamento aceitas

Já faz um tempo que o brasileiro aumentou o seu poder de compra. Isso aconteceu quando foram permitidas diversas formas de realizar o pagamento de produtos ou serviços.

Por exemplo, se antes, apenas pessoas com muito dinheiro conseguiam ter um celular, hoje, isso já não é uma verdade. Além do celular ter ficado com um valor mais acessível, as empresas oferecem formas especiais de pagamento.

No meio jurídico, isso também aconteceu. Para facilitar o acesso a um atendimento jurídico de qualidade, muitos escritórios oferecem diferentes formas de pagamento.

A própria OAB colocou em seu regramento uma forma de pagamento muito difundida entre os brasileiros: o cartão de crédito.

Com o cartão de crédito você consegue parcelar os honorários, inclusive. E é por causa dessa facilidade de pagamento para os clientes que muitos escritórios aceitam cartões de crédito.

Além do cartão de crédito, os escritórios se mostram abertos para discutir formas de pagamento, como parcelamento por boleto ou transferência bancária, entradas, taxa de manutenção do processo ou outras opções que viabilizam a contratação.

Existem duas formas de pagamento que são novidades e vieram para facilitar a vida de quem precisar contratar um serviço: o pix e os pagamentos recorrentes.

O pix foi uma invenção fenomenal, porque você consegue fazer transações bancárias de forma gratuita e direto do celular.

E o pagamento recorrente é a forma de cobrança que a Netflix ou o Spotify faz. Você assina o pacote de serviço por um determinado tempo (1 ano, por exemplo), mas a plataforma só desconta de você o valor de cada parcela por mês. Isso facilita porque não compromete o limite do cartão de crédito.

No caso de serviços advocatícios, não há uma assinatura, mas é possível que as parcelas dos honorários sejam cobrados mês a mês no cartão de crédito sem comprometer o limite de uma só vez.



Conclusão

Agora você já sabe que a OAB oferece uma tabela para utilizar como parâmetro de valores e como os advogados fazem a sua precificação.

Tenho certeza que com toda essa informação, você sairá daqui bem mais segura para seguir em frente com o divórcio, sabendo o quanto mais ou menos terá que desembolsar.

Para saber mais sobre divórcio consensual, dê uma olhada nesses posts:










Leticia Martins

OAB/PR 103.962


Fundadora do escritório Ruths & Martins Advocacia. Já elaborou e analisou diversos acordos de divórcio. Gosta de café, mas prefere um chá.

574 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo