Como funciona o Divórcio em Cartório para quem não tem filhos no Paraná

Atualizado: 23 de Set de 2021




No post de hoje você vai descobrir como funciona o divórcio em cartório para quem não tem filhos no Paraná (ou com filhos maiores de idade).

Vou te explicar como funciona todo o procedimento do divórcio em cartório e você vai perceber que é tranquilo e que não exige tanta burocracia como muitas pessoas pensam!

Se você não tem filhos (ou tem filhos maiores de idade) e estava na dúvida de qual seria a melhor opção para fazer o divórcio, hoje você sairá desse post sabendo o que funcionará para você!

Para facilitar sua leitura, elaborei um sumário navegável para te ajudar na leitura!

Vamos lá?



1. Check list para saber se pode entrar com o divórcio no cartório

2. Os dois jeitos de entrar com divórcio em cartório hoje em dia

a) divórcio comum em cartório

b) divórcio virtual

3. Como é feito o atendimento para casais que mantêm e não mantêm contato

4. O que é inserido no pedido de divórcio

5. O que acontece depois que o divórcio é finalizado

6. Quanto custa o divórcio em cartório

a) custo para atualizações de documentos

b) custo com a Escritura Pública

c) custo com honorários de advogados




1. Check list para saber se pode entrar com o divórcio no cartório

Para iniciar esse conteúdo, você precisa saber quando é possível fazer o divórcio direto no Cartório de Notas/Tabelionato de Notas (o mesmo lugar onde autenticam documentos e reconhecem firmas).

Você precisa identificar antes de mais nada se no teu caso é possível dar entrada com o pedido de divórcio de forma extrajudicial.

Aliás, divórcio extrajudicial é o divórcio em cartório de notas. É chamado de extrajudicial porque o procedimento não ocorre dentro de um processo judicial e não conta com a participação de um juiz.

Para que você possa realizar o divórcio em cartório, você e seu ex precisam:

  • Estar de acordo com o divórcio

  • Não ter filhos ou, se tiver, precisam ser maiores de idade

  • Não estar grávida

Se você preencheu todos os requisitos, pronto! Você já pode ter certeza que poderá dar entrada com o pedido de divórcio no cartório.

Conforme o IBGE, muitos casamentos terminam em até 4 anos. Por isso, muitos casais acabam se divorciando sem antes ter filhos, o que permite que o procedimento seja feito de forma mais fácil, ou seja, direto no cartório.

O fato de ter ou não bens, não influencia na forma como vai ser feito o divórcio, pois a partilha pode ser feita conforme a vontade das partes.

O único fator que muda é o valor, pois o divórcio com bens acaba sendo um pouco mais caro que aquele onde não há bens para dividir. Mesmo assim, o divórcio em cartório é mais barato que divórcio judicial.

O consenso é um requisito que eu preciso te explicar melhor. Estar de acordo com o divórcio significa dizer que “ok, queremos nos divorciar”.

Não significa que vocês mantêm contato ou que vocês estabeleceram uma amizade após o término. A intermediação do acordo de divórcio poderá ser feito através do advogado.

Pense que isso é apenas uma fase e que pode ser resolvido de forma rápida e com praticidade!



2. Os dois jeitos de entrar com divórcio hoje em dia

Os desafios que aparecem em nossa vida, a busca por uma qualidade de vida melhor e a rotina intensa de trabalho e estudos nos levam a buscar alternativas mais acessíveis para resolver os nossos problemas.

O divórcio em cartório veio para facilitar a vida de quem precisa da praticidade para resolver questões burocráticas.

O mesmo acontece com serviços bancários. Antes era uma burocracia para abrir contas bancárias, desbloquear cartões e para fazer qualquer procedimento bancário.

Hoje em dia, com os bancos digitais (o Nubank, por exemplo), conseguimos esses mesmos serviços no celular. Uma super comodidade para quem não tem tempo de ir até até um banco!

Assim como toda inovação, os divórcios extrajudiciais vêm evoluindo cada vez mais e hoje já é possível realizar o divórcio a distância (mesmo que esteja em outro país!).

Isso significa que, caso surja a oportunidade de morar em outro lugar, seja outra cidade, estado ou até país, você não precisa ficar esperando o término do divórcio para ir.

Você consegue fazer o teu divórcio se comunicando e resolvendo tudo pelo celular ou computador através dos atendimentos online.

Conseguimos fazer o divórcio em cartório de dois jeitos: comum ou virtual. Vou explicar cada um deles para você!


a) divórcio comum em cartório

O divórcio em cartório feito de forma comum é aquele em que é necessário, num primeiro momento, comparecer até o cartório para assinar o divórcio.

Após ser encaminhado o pedido de divórcio pelo advogado ao cartório, o tabelião elabora um documento que se chama Escritura Pública de Divórcio com base nas informações repassadas pelo advogado.

Para que essa escritura pública de divórcio tenha validade, ela precisa ser assinada pelas partes e pelo advogado que está assessorando eles.

Esse comparecimento ao cartório para assinatura não precisa ser no mesmo dia, mas, como regra, ocorre de forma presencial. Porém, ainda é possível fazer o divórcio do jeito comum sem que todos estejam no mesmo lugar!

Para conseguir fazer o divórcio comum no cartório à distância, será necessário ter uma Procuração Pública assinada pelas partes outorgando poderes para que outra pessoa o represente na assinatura do divórcio.

Um exemplo é quando você contrata um advogado de outra cidade. Para que ele consiga fazer o teu divórcio, você precisará fazer uma procuração pública em nome dele ou de outra pessoa para que ele assine por você.

Como fazer uma Procuração Pública: essa procuração deve ser feita no Tabelionato de Notas mais próximo de você. Você informa os teus dados, os da pessoa que assinará por você, indica a finalidade (assinar escritura pública de divórcio) e depois assina.

Essa procuração também já é possível de ser conseguida de forma online!!

A procuração original deverá ser enviada por correio até o seu advogado!

Só parece que dá trabalho, mas na verdade, é muito tranquilo, porque a única coisa que você precisa fazer é uma procuração pública, que fica pronta na hora.


b) divórcio virtual

Essa forma de fazer divórcio veio para facilitar a vida de todos, permitindo que as pessoas envolvidas estejam em qualquer lugar!

Mas tem um detalhe: é super recente! O divórcio virtual foi autorizado em maio de 2020 e ainda não são todos os cartórios do Brasil que já estão adaptados a essa nova realidade.

O procedimento para realizar o divórcio virtual é muito simples. Você precisará apenas de um certificado digital, que servirá como tua assinatura.

O certificado digital você consegue de forma gratuita em um Tabelionato de Notas (confira aqui se o tabelionato da sua cidade já está entregando o certificado digital).

Caso não, já existe Tabelionato de Notas que disponibiliza o certificado digital à distância.

O advogado encaminha o pedido de divórcio de forma online para o cartório escolhido e depois é marcado uma videoconferência rápida apenas para que o cartório consiga coletar a vontade das partes em se divorciar.

Após, é redigida a escritura pública de divórcio e as partes, em conjunto como o advogado, assinam com o certificado digital. Tudo ocorre dentro da plataforma e-notariado.