7 Erros ao contratar um Advogado para fazer o Divórcio de Mulheres com filhos menores no Paraná

Atualizado: 23 de set. de 2021


Nesse post, o meu objetivo é esclarecer quais são os 7 erros ao contratar um advogado para fazer o divórcio de mulheres com filhos menores no Paraná e tornar a tua vida mais fácil, pois você saberá os critérios que pode utilizar ao contratar um advogado para fazer o teu divórcio.


contratar advogado para divorcio de mulheres com filhos menores no Paraná

Muitas pessoas sentem-se inseguras na hora de contratar o serviço de um advogado, ainda mais quando o assunto é divórcio com filhos menores. Talvez essa seja a tua situação.

Mas depois da leitura desse artigo, você se sentirá muito mais segura para contratar o advogado que você entende mais adequado para o teu caso.

Vamos lá saber quais são esses erros e como evitá-los?!


Erro 1: Contratar sem conhecer o trabalho do advogado

Erro 2: Não conferir se o advogado é especialista em Família

Erro 3: Achar que apenas escritórios físicos são de confiança

Erro 4: Deixar de entrar em contato por medo de ter que pagar algo

Erro 5: Não tirar as dúvidas

Erro 6: Não falar sobre a rotina e as necessidades dos filhos

Erro 7: Não conversar sobre formas de pagamento dos honorários



Erro 1: Contratar sem conhecer o trabalho do advogado

Antes de você contratar qualquer serviço, você precisa, primeiro, saber como ele é feito e, dê preferência, procurar relatos de quem já tenha passado por isso.

Com a advocacia não é diferente!

Saber como o advogado trabalha e quão bem sucedidos são seus serviços prestados é essencial para que você fique tranquila na hora de contratar o advogado que irá te representar.

Quando o divórcio envolve filhos menores, o principal ponto que você deve verificar é a quantidade de atenção que o advogado dá aos direitos dos filhos diante do divórcio.

Precisa ser estabelecido um bom Plano Parental que atenda as necessidades reais da criança ou adolescente.

Definir a guarda, a pensão alimentícia e o regime de convivência é uma tarefa que depende do conhecimento técnico do advogado aliado aos relatos dos pais sobre as necessidades e rotina dos filhos.

Para fazer um divórcio também é importante que conheça quais são os valores do advogado, pois existem diversas formas de realizar o divórcio. O modo de trabalhar de um profissional pode ser diferente do outro.

Por exemplo, existem escritórios de advocacia que têm um viés mais conciliatório, como é o nosso caso. Por outro lado, têm escritórios que preferem atuar em divórcios litigiosos (sem acordo).

Você deve escolher o escritório de advocacia ou o advogado que melhor atende aos teus interesses.

Quando você escolhe a escola para seus filhos estudarem, você analisa a metodologia, o material didático, o espaço físico e percebe se aquela escola está de acordo com o que você acredita ser bom para o seu filho.

Na hora de escolher o advogado, você também irá se deparar com advogados que você se identifica mais ou menos no modo de fazer o divórcio.

Hoje em dia, é fácil você descobrir como é o trabalho do advogado. Você pode procurar o site do escritório, o perfil nas redes sociais e até mesmo verificar as avaliações no Google feitas por clientes que já contrataram o mesmo serviço (divórcio).




Erro 2: Não conferir se o advogado é especialista em Família

Você já deve saber que dentro do direito existem diversas áreas... Uma delas é o Direito de Família ou Direitos das Famílias.

E existe uma razão de separar o direito de áreas diferentes, que é: infinidade de detalhes importantes de cada uma.

É impossível uma única pessoa saber todos os detalhes de todas as áreas do direito. Por isso, o advogado que é especialista consegue focar nos detalhes de uma única área e entregar um melhor resultado final para seus clientes.

Por muitos anos, acreditou-se que o direito de família era uma área fácil e que qualquer advogado dava conta, mas depois que os acordos e os processos de divórcios começaram a dar problemas perceberam que não era algo tão simples assim.

Um exemplo: achavam que fazer o divórcio com filhos menores era apenas definir a guarda com a mãe, estipular visitas aos finais de semana e determinar pensão alimentícia em 33% sobre o rendimento do genitor.

Resultado: mães sobrecarregadas, filhos sem uma convivência efetiva com os pais e pensões com valores muito altos ou muito baixos para as necessidades dos filhos ou para a possibilidade financeira de quem está pagando.

Mas os problemas dessas soluções para o divórcio surgiam após alguns meses, quando as pessoas se davam conta que aquilo que foi estipulado não era o ideal.

Depois disso, ou permaneciam nessa situação e com um estresse constante ou contratavam novo advogado para estipular um acordo mais efetivo e adaptado à realidade da família.

As pessoas perceberam que era necessário especializar os advogados em Direito de Família para que pudessem fornecer aos seus clientes um serviço de divórcio que traga uma solução para o problema e não uma forma padrão de resolver toda e qualquer demanda.

Para garantir que o seu divórcio seja feito de uma forma correta e alinhado com os direitos seus e dos seus filhos, é importante que você opte por contratar um advogado que seja especialista em Família.

Para saber a importância do advogado na hora de fazer o divórcio e o que ele pode fazer por você, confira esse post.




Erro 3: Achar que apenas Escritórios Físicos são de Confiança

O mundo mudou e com ele diversas profissões também mudaram,ou melhor, se adaptaram. A advocacia foi uma delas.

Há um certo tempo, a advocacia vem migrando para o mundo online, trocando papéis físicos por papéis digitais, trocando reuniões presenciais por reuniões virtuais, dentre outras medidas.

E uma das maiores e melhores mudanças dentro da advocacia foi a possibilidade de atender pessoas de outras cidades, estados e até mesmo de outros países, afinal, a tecnologia é capaz de abrir fronteiras!

Então você precisa saber que, hoje, escritórios de advocacia digitais são uma realidade!

O fato de ser digital não altera a qualidade do serviço prestado ou o comprometimento do advogado que cuidará da tua situação, pois a única coisa que muda é o estilo do escritório.

As reuniões são realizadas por videochamadas, contratos são assinados de forma digital e processos de todo o país podem ser acessados em um único computador.

Esses são alguns dos benefícios de ter um escritório digital cuidando do seu divórcio.

Claro que ao procurar escritórios de advocacia para cuidarem do seu divórcio, você precisa conferir a procedência. Procure informações importantes, como:

  • Os advogados são registrados na OAB?

  • Os advogados demonstram ter domínio do assunto? (procure conhecer os seus trabalhos através de Blogs, vídeos e outras formas de conteúdo produzidos pelo escritório)

  • Como você foi atendido?

Você não precisa ter medo de entregar o teu divórcio a um escritório digital, porque se o escritório for sério e comprometido, ele atuará de forma responsável mesmo não estando em contato presencial com você.

Um dos maiores benefícios de optar por um escritório digital é a oportunidade de escolher o escritório que mais combina com você e com seus ideais.

Através dos conteúdos que o escritório de advocacia disponibiliza na internet, você consegue ter uma ideia se o teu divórcio será feito da forma como você gostaria e se o escritório cuidará com zelo dos direitos dos seus filhos menores, pois para um pai e uma mãe, nada é mais preciso do que garantir o bem estar dos filhos.




Erro 4: Deixar de entrar em contato por medo de ter que pagar algo

Esse é um erro muito comum entre as pessoas. A ideia de ter que pagar apenas por entrar em contato com o advogado é equivocada.

Cada escritório tem seu jeito de se organizar, mas te garanto que a maioria dos escritórios não te cobrarão se você entrar em contato para perguntar sobre o serviço.

A verdade é que o medo que sentimos é da resposta não ser aquilo que esperávamos. Mas se você nunca perguntar, nunca saberá a resposta, certo?

Você que está se separando e têm filhos pequenos, é necessário contratar um advogado para organizar tudo isso. Não deixe que seu medo de falar com um advogado seja maior do que o interesse em resolver a situação.

Além disso, para você escolher um advogado para fazer o teu divórcio se você precisará falar com ele!

Lembra que no tópico anterior eu disse que a forma como você foi atendido pode ser um parâmetro para contratar um escritório de advocacia digital? Nessa primeira conversa você já vai conseguir avaliar isso!

Como eu disse antes, cada escritório se organiza de uma forma. Alguns preferem iniciar os atendimentos com uma consulta, outros preferem entender melhor a situação para depois sugerir um caminho… Eu não tenho como te dizer como funciona nos outros escritórios, somente aqui no Ruths e Martins Advocacia.

Você só vai descobrir se entrar em contato!

Por aqui, nós temos um método exclusivo para fazer Divórcios Consensuais Online.

Após o primeiro contato e depois de entender a situação, é feita uma reunião online para explicar o procedimento e depois continuamos todos os trâmites. Os valores são apresentados já nessa primeira reunião.

Para receber um material explicativo desse método exclusivo e elaborado por nós, deixe seu e-mail ou número de telefone aqui.

Mas tenha certeza que não precisará pagar apenas por entrar em contato com um advogado. Se houver a necessidade de realizar uma consulta ou outro serviço advocatício, o advogado irá te passar o valor antes, não se preocupe!




Erro 5: Não tirar as dúvidas

Para você contratar um advogado para fazer o teu divórcio, você precisa saber o que vai ser feito e como será conduzido todo procedimento.

Além disso, saber quais são quais as formas possíveis de dividir o patrimônio, como se calcula a pensão alimentícia e outros assuntos que envolvem o divórcio te deixará mais segura na hora de contratar o serviço de um advogado.

Muitas dessas informações importantes você consegue ter acesso de forma gratuita na internet. Aqui no Blog, por exemplo, sempre compartilhamos informações que irão solucionar algumas de suas dúvidas.

Nossos conteúdos já ajudaram muitas pessoas a saber sobre o caminho a ser percorrido no divórcio, dois deles são os nossos guias:

Porém, as situações da vida real são uma diferente da outra e possuem questões muito particulares.

Por exemplo, se a tua dúvida for sobre a pensão alimentícia, você pode ter acesso a informações valiosas na internet para entender as diversas formas de pagamento de pensão alimentícia.

Mas se você quiser saber qual seria a melhor alternativa no teu caso, você só vai conseguir essas respostas com um advogado através de uma consulta/atendimento online, porque isso é muito particular.

Tirar dúvidas sobre o teu caso através de uma consulta com o advogado também é importante para você perceber se a forma de atuação dele está de acordo com o que você gostaria.

Se você comprasse um quadro sem conhecer o trabalho do artista e sem saber quando ele iria chegar e de que forma chegaria, você com certeza ficaria ansiosa esperando. Não aquela ansiedade boa, mas sim aquela que você pensa “e se não chegar?” ou “e se eu não gostar”.

Contratar um serviço com dúvidas na cabeça e sem conhecer o advogado que te trará a solução é a mesma coisa.

A forma como o advogado irá trabalhar no teu divórcio e os direitos de cada um precisam estar claras antes de você contratar o serviço.




Erro 6: Não falar sobre a rotina e as necessidades dos filhos

Muitas pessoas, ao consultarem um advogado para fazer um divórcio acabam não relatando todos os detalhes familiares e isso pode prejudicar na hora de formular um acordo benéfico para os filhos.

Quando você marca uma reunião com o advogado especialista em família que você pretende contratar para fazer o teu divórcio, ele te perguntará algumas informações importantes sobre os teus filhos para sugerir boas alternativas diante da situação.

O advogado especialista em família sabe que é importante entender a rotina da família, dos filhos e quais são as necessidades deles.

Essas informações são essenciais para definir algumas questões sobre os direitos dos filhos, como:

  • Valor da pensão alimentícia e forma de pagamento;

  • Necessidade ou não de definir horário para a convivência (“visitas”) e quais serão esses horários;

  • Como serão divididas as férias escolares;

  • Diante de situações inesperadas, quem seria a pessoa que cuidaria dos filhos;

Esses são alguns pontos para formular um excelente Plano Parental.

Para que o advogado possa te dar sugestões efetivas para o teu caso, na hora da conversa para tirar as tuas dúvidas, você precisa contar sobre a rotina familiar e quais são as necessidades do seu filho.




Erro 7: Não conversar sobre formas de pagamento dos honorários

A conversa sobre valores dos serviços que serão prestados é a última etapa antes de contratar o teu advogado e por isso deixei esse tópico por último.

Você já deve saber que se não está sendo atendido por lugares que prestam atendimento jurídico de forma gratuita, como as Defensorias Públicas, o serviço jurídico que será prestado pelo seu advogado terá um determinado valor.

Na hora da contratação, muitas pessoas acabam deixando de conversar sobre as formas de pagamento e acabam postergando a realização do divórcio.

O que quero te dizer é que os advogados, assim como qualquer outro profissional, entende que talvez você não prefira pagar o valor dos serviços à vista e está tudo bem.

Por conta disso, os advogados já estão preparados para oferecer formas de pagamento. Inclusive, muitos escritórios de advocacia aceitam pagamentos através do cartão de crédito. Essa já é uma prática muito comum e regulamentada pelo Código de Ética da OAB.

Percebo que a falta dessa conversa sobre a forma de pagamento entre cliente e advogado causa insegurança nas pessoas e a consequência é deixar o divórcio para depois.

O divórcio, é algo que você precisa resolver. Portanto, sinta-se à vontade para conversar sobre formas de pagamento com o advogado que você escolheu.




Conclusão

Com esse conteúdo trazido aqui, você descobriu o que não deve fazer na hora de contratar um advogado para fazer o teu divórcio, e mais, descobriu quais são os parâmetros para utilizar na escolha do teu advogado.

Você percebeu que, na hora do divórcio, ter um advogado capacitado para lidar com as questões dos bens e principalmente dos filhos menores é muito importante para conseguir ter um resultado que cumpra com as necessidades da família. Isso se chama: efetividade!

Ainda, gostaria de te dar mais uma orientação: depois que você escolher o advogado ideal para o teu divórcio seguindo os critérios que deixei aqui, não fique com dúvidas. Tudo sempre deve estar muito claro, então, em caso de qualquer dúvida, o melhor a se fazer é perguntar ao seu advogado!

Por fim, vou deixar 3 dicas de conteúdos relacionados com esse aqui para te deixar ainda mais segura nesse processo de divórcio:

A importância do advogado no Divórcio de Mulheres com filhos menores no Paraná

5 Erros na hora de fazer o Divórcio de Mulheres com Filhos Menores no Paraná

Os documentos para o Divórcio de Mulheres com filhos menores no Paraná


advogado para divórcio em Ponta Grossa, Paraná



171 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo