7 Erros ao contratar um Advogado para fazer o Divórcio de Mulheres com filhos menores no Paraná

Atualizado: 23 de Set de 2021


Nesse post, o meu objetivo é esclarecer quais são os 7 erros ao contratar um advogado para fazer o divórcio de mulheres com filhos menores no Paraná e tornar a tua vida mais fácil, pois você saberá os critérios que pode utilizar ao contratar um advogado para fazer o teu divórcio.


contratar advogado para divorcio de mulheres com filhos menores no Paraná

Muitas pessoas sentem-se inseguras na hora de contratar o serviço de um advogado, ainda mais quando o assunto é divórcio com filhos menores. Talvez essa seja a tua situação.

Mas depois da leitura desse artigo, você se sentirá muito mais segura para contratar o advogado que você entende mais adequado para o teu caso.

Vamos lá saber quais são esses erros e como evitá-los?!


Erro 1: Contratar sem conhecer o trabalho do advogado

Erro 2: Não conferir se o advogado é especialista em Família

Erro 3: Achar que apenas escritórios físicos são de confiança

Erro 4: Deixar de entrar em contato por medo de ter que pagar algo

Erro 5: Não tirar as dúvidas

Erro 6: Não falar sobre a rotina e as necessidades dos filhos

Erro 7: Não conversar sobre formas de pagamento dos honorários



Erro 1: Contratar sem conhecer o trabalho do advogado

Antes de você contratar qualquer serviço, você precisa, primeiro, saber como ele é feito e, dê preferência, procurar relatos de quem já tenha passado por isso.

Com a advocacia não é diferente!

Saber como o advogado trabalha e quão bem sucedidos são seus serviços prestados é essencial para que você fique tranquila na hora de contratar o advogado que irá te representar.

Quando o divórcio envolve filhos menores, o principal ponto que você deve verificar é a quantidade de atenção que o advogado dá aos direitos dos filhos diante do divórcio.

Precisa ser estabelecido um bom Plano Parental que atenda as necessidades reais da criança ou adolescente.

Definir a guarda, a pensão alimentícia e o regime de convivência é uma tarefa que depende do conhecimento técnico do advogado aliado aos relatos dos pais sobre as necessidades e rotina dos filhos.

Para fazer um divórcio também é importante que conheça quais são os valores do advogado, pois existem diversas formas de realizar o divórcio. O modo de trabalhar de um profissional pode ser diferente do outro.

Por exemplo, existem escritórios de advocacia que têm um viés mais conciliatório, como é o nosso caso. Por outro lado, têm escritórios que preferem atuar em divórcios litigiosos (sem acordo).

Você deve escolher o escritório de advocacia ou o advogado que melhor atende aos teus interesses.

Quando você escolhe a escola para seus filhos estudarem, você analisa a metodologia, o material didático, o espaço físico e percebe se aquela escola está de acordo com o que você acredita ser bom para o seu filho.

Na hora de escolher o advogado, você também irá se deparar com advogados que você se identifica mais ou menos no modo de fazer o divórcio.

Hoje em dia, é fácil você descobrir como é o trabalho do advogado. Você pode procurar o site do escritório, o perfil nas redes sociais e até mesmo verificar as avaliações no Google feitas por clientes que já contrataram o mesmo serviço (divórcio).




Erro 2: Não conferir se o advogado é especialista em Família

Você já deve saber que dentro do direito existem diversas áreas... Uma delas é o Direito de Família ou Direitos das Famílias.

E existe uma razão de separar o direito de áreas diferentes, que é: infinidade de detalhes importantes de cada uma.

É impossível uma única pessoa saber todos os detalhes de todas as áreas do direito. Por isso, o advogado que é especialista consegue focar nos detalhes de uma única área e entregar um melhor resultado final para seus clientes.

Por muitos anos, acreditou-se que o direito de família era uma área fácil e que qualquer advogado dava conta, mas depois que os acordos e os processos de divórcios começaram a dar problemas perceberam que não era algo tão simples assim.

Um exemplo: achavam que fazer o divórcio com filhos menores era apenas definir a guarda com a mãe, estipular visitas aos finais de semana e determinar pensão alimentícia em 33% sobre o rendimento do genitor.

Resultado: mães sobrecarregadas, filhos sem uma convivência efetiva com os pais e pensões com valores muito altos ou muito baixos para as necessidades dos filhos ou para a possibilidade financeira de quem está pagando.

Mas os problemas dessas soluções para o divórcio surgiam após alguns meses, quando as pessoas se davam conta que aquilo que foi estipulado não era o ideal.

Depois disso, ou permaneciam nessa situação e com um estresse constante ou contratavam novo advogado para estipular um acordo mais efetivo e adaptado à realidade da família.

As pessoas perceberam que era necessário especializar os advogados em Direito de Família para que pudessem fornecer aos seus clientes um serviço de divórcio que traga uma solução para o problema e não uma forma padrão de resolver toda e qualquer demanda.

Para garantir que o seu divórcio seja feito de uma forma correta e alinhado com os direitos seus e dos seus filhos, é importante que você opte por contratar um advogado que seja especialista em Família.

Para saber a importância do advogado na hora de fazer o divórcio e o que ele pode fazer por você, confira esse post.




Erro 3: Achar que apenas Escritórios Físicos são de Confiança

O mundo mudou e com ele diversas profissões também mudaram,ou melhor, se adaptaram. A advocacia foi uma delas.

Há um certo tempo, a advocacia vem migrando para o mundo online, trocando papéis físicos por papéis digitais, trocando reuniões presenciais por reuniões virtuais, dentre outras medidas.

E uma das maiores e melhores mudanças dentro da advocacia foi a possibilidade de atender pessoas de outras cidades, estados e até mesmo de outros países, afinal, a tecnologia é capaz de abrir fronteiras!

Então você precisa saber que, hoje, escritórios de advocacia digitais são uma realidade!

O fato de ser digital não altera a qualidade do serviço prestado ou o comprometimento do advogado que cuidará da tua situação, pois a única coisa que muda é o estilo do escritório.

As reuniões são realizadas por videochamadas, contratos são assinados de forma digital e processos de todo o país podem ser acessados em um único computador.

Esses são alguns dos benefícios de ter um escritório digital cuidando do seu divórcio.

Claro que ao procurar escritórios de advocacia para cuidarem do seu divórcio, você precisa conferir a procedência. Procure informações importantes, como:

  • Os advogados são registrados na OAB?

  • Os advogados demonstram ter domínio do assunto? (procure conhecer os seus trabalhos através de Blogs, vídeos e outras formas de conteúdo produzidos pelo escritório)

  • Como você foi atendido?

Você não precisa ter medo de entregar o teu divórcio a um escritório digital, porque se o escritório for sério e comprometido, ele atuará de forma responsável mesmo não estando em contato presencial com você.

Um dos maiores benefícios de optar por um escritório digital é a oportunidade de escolher o escritório que mais combina com você e com seus ideais.

Através dos conteúdos que o escritório de advocacia disponibiliza na internet, você consegue ter uma ideia se o teu divórcio será feito da forma como você gostaria e se o escritório cuidará com zelo dos direitos dos seus filhos menores, pois para um pai e uma mãe, nada é mais preciso do que garantir o bem estar dos filhos.